Censo da Educação Superior mostra que EaD cresceu 17,6% em 2017

21 set de 2018 - por: shorst

O Ministério da Educação e o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) divulgaram os dados do Censo da Educação Superior 2017 na quinta-feira, 20 de setembro. De acordo com a pesquisa, em 2007 a modalidade a distância representava 7% das matrículas, enquanto em 2017 o índice foi de 21,2% dos alunos de graduação no país. Isso representa um crescimento de ingressantes em EaD de 226%.

Os números revelam ainda que um em cada cinco estudantes brasileiros está fazendo graduação na modalidade a distância, resultando em mais de 1,7 milhão de alunos. Tais resultados impulsionaram o aumento na quantidade de matrículas na educação superior brasileira.

O percentual de professores formados em cursos EaD aumentou em 2017. Segundo os dados do Censo, em 2016, cerca de 42,1% das matrículas em licenciaturas eram a distância. Esse percentual passou para 46,8% em 2017. Ao todo, as licenciaturas representam 19,3% das matrículas no ensino superior.

A educação a distância tem conquistado também os cursos tecnológicos, com 46% do total das matrículas. Esses cursos, que podem durar dois ou três anos, são geralmente mais curtos que os bacharelados e mais voltados para a inserção no mercado de trabalho e representam 12,1% do total de matrículas no ensino superior.

[Com informações da Agência Brasil]


Compartilhe

Comentários sobre esta notícia



Entre em Contato

Atendimento de segunda a sexta-feira, das 9 às 18h
(42) 3621-1348
Envie-nos suas dúvidas
nead@unicentro.br
Rua Padre Salvador, 875 - Santa Cruz
Cx. Postal 3010 - CEP: 85015-430 - Guarapuava (PR)